Arquivo da tag: profissional de TI

Analistas de Sistemas, Uni-vos!

visite nossa página e veja o link para a petiçãoNós sabemos que analista de sistemas no mercado profissional hoje em dia não é exatamente um profissional que só cuida de análise de sistemas, UML, fluxogramas, etc… o Analista de Sistemas, por confusão ou não dos RHs e empresas, é como um canivete suíço, ele possui vários skills que lhes dão mútiplos propósitos. Por exemplo: ele pode atuar especificamente em análise de requisitos, ou só em análise de sistemas (todo ciclo ALM), ou em análise de negócios, pode ser um expert em banco de dados, um especialista em testing de sistemas ou especialista em ficar morcegando / encostado 😉

Como podemos ver, se a regulamentação vingar mesmo, não importará para o órgão regulador quais são estas “subespecialidades”, já que querem regular algo mais genérico. O técnico de informática pode também atuar em diferentes campos: ser um digitador, ser um operador de sistemas, um operador de SAP, um monitor de CPD, um consolidador de planilhas, etc…

Enfim, acho que vamos ter um white label mesmo, chamados Analista de sistemas e Técnico de informática, e não interessa muito para a regulamentação qual é a especialização de cada um.

Acho que é um ganho positivo para o Brasil ao menos ter um pouco de ordem, já que todos nós aqui sabemos que algumas empresas no mercado estão pedindo coisas surreais para os profissionais e por não achar ninguém com aquelas mil e uma utilidades, e acabam contratando pessoas que fizeram cursinhos. Que empresa faz isso? Acho que em geral as Consultorias de TI – não todas, mas muitas fazem. Querem um faz tudo e querem pagar pouco, que saiba tecnologias bem heterogêneas. Alguém que saiba Mumps, PHP, Cobol, Java, C#, Oracle, MySQL, SQL Server, desejável pós, com certificação e por aí vai. Sinceramente estão de sacanagem com a gente.

É preciso que tenhamos força, e juntos podemos fazer pleito para conseguirmos algumas coisas justas como fazer pressão para redução dos impostos e reforma da carga tributária aplicada nas empresas, pois se elas pagarem menos tributos a economia cresce e também a empregabilidade.

Com nossa união podemos ser agentes de mudança, melhorar esta questão das empresas. Teremos enfim profissionais especialistas em seus campos “o gênio do C#”, “o especialista em Mumps”, “o devorador de Cobol”, “o fascinado pelo Java”, “o louco pelo PHP”, “o domador de Python”… Seria muito mais produtivo ao Brasil termos pessoas com conhecimento homogêneo e profundo em determinadas tecnologias, pois me contaram uma vez que saber pouco de tudo podia ser “perigoso”. A falta de conhecimento sólido em algumas teorias, procedimentos e linguagens pode ser desastroso para algumas pessoas, principalmente quando nossa tecnologia atua em sistemas que interagem com vidas humanas. Nada impede que os profissionais possam aprender outras coisas. Mas acabarmos com a figura do “Faz tudo” (profissional de TI) pode quem sabe aumentar a qualidade dos serviços de informática no Brasil. Adam Smith (1723-1790) já dizia no seu livro “Uma Investigação sobre a Natureza e as causas da Riqueza das Nações” que a divisão do trabalho trazia vários benefícios já que a especialização melhorava a qualidade e aumentava a produtividade de um trabalhador, ficando focado em sua atividade principal e por conseguinte longe de distrações.

Vamos nos juntar numa grande voz, porque unidos podemos fazer uma pressão muito maior junto a qualquer órgão do governo, e brigar juntos por melhorias em todos os aspectos: tributário, educativo, burocrático, legislativo, etc.

Vamos nos animar amigos, temos um universo de possibilidades, mas temos que chegar a um acordo que somos capazes e podemos atingir estas metas. Não percamos tempo com churrumelas, vamos pelo menos tentar fazer com que a regulamentação nos ajude a nos unir e que tenhamos uma representatividade perante os órgãos nacionais.

Nossos filhos e netos agradecerão! 😉

Anúncios